Artigos publicados em periódicos

Acesso aberto aos artigos  publicados pelos integrantes do LaboMídia em 2009.

Documentos

Ordenar por : Nome | Data | Acessos [ Descendente ]

JOGOS ELETRÔNICOS E SUAS POSSIBILIDADES EDUCATIVAS JOGOS ELETRÔNICOS E SUAS POSSIBILIDADES EDUCATIVAS

hot!
Adicionado em: 09/05/2012
Date modified: 09/05/2012
Tamanho: 714.96 kB
Downloads: 2078

AZEVEDO, Victor de Abreu; PIRES, Giovani De Lorenzi Pires; SALLES, Ana Paula. Jogos eletrônicos e suas possibilidades educativas. Motrivivência, ano 19, n. 28, p. 90-100, jul/2007 (circ. abril/2009). Disponível em www.periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia.

RESUMO

Este trabalho é um resumo expandido de monografia de conclusão do curso em Educação Física, e que tem como perguntas de partida: como o fenômeno dos jogos eletrônicos (JE’s) é compreendido pelos pesquisadores das áreas da Educação e da Educação Física brasileira? E, a partir dessa questão, quais são as possibilidades educativas dos JE’s percebidas nestas áreas?

ESBOÇO SOBRE ALGUMAS IMPLICAÇÕES DO FUTEBOL E DA COPA DO MUNDO PARA O BRASIL ESBOÇO SOBRE ALGUMAS IMPLICAÇÕES DO FUTEBOL E DA COPA DO MUNDO PARA O BRASIL

hot!
Adicionado em: 09/05/2012
Date modified: 09/05/2012
Tamanho: 71.06 kB
Downloads: 1588

BITENCOURT, Fernando G. Esboço sobre algumas implicações do futebol e da copa do mundo para o Brasil: identidade e ritos de autoridade. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Campinas, v. 30, n.3, maio/2009. 

RESUMO

O presente trabalho discute as relações entre esporte e identidade nacional. Refl ito sobre o papel do futebol – e da seleção brasileira de futebol – no processo de constituição do “ser brasileiro”, recorrendo a alguns momentos fundamentais da história de nossa participação nas Copas do Mundo. Meu argumento é o de que o processo de confi guração identitária é fluido, sendo os momentos mítico-ritualísticos, como as Copas e Olimpíadas, importantes para atualizarmos os esquemas de pensamento que a modernidade impõe e para que nos pensemos como povo e como nação. Natureza e cultura formam o pano de fundo no qual “raça” e “civilidade” contam a história de nossa brasilidade, ora como mestiçagem negativa, ora positivada como marca de nosso sucesso.

AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE FLORIANÓPOLIS AS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE FLORIANÓPOLIS

hot!
Adicionado em: 09/05/2012
Date modified: 09/05/2012
Tamanho: 114.07 kB
Downloads: 1207

BIANCHI, Paula; PIRES, Giovani De Lorenzi Pires, VANZIN, Tarcizio. As tecnologias de informação e comunicação na rede municipal de ensino de Florianópolis: possibilidades para a Educação (Física). Linhas, v. 9, n. 2, p. 55–75, jul./dez. 2008 (circ. fev/2009). Disponível em http://www.periodicos.udesc.br/linhas/ojs//viewissue.php?

RESUMO

O objetivo central desse estudo é diagnosticar a realidade de implantação e do uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) nas salas informatizadas das escolas da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis (Santa Catarina) e sua relação com o processo de ensino-aprendizagem e com a prática pedagógica dos professores, de modo especial os de Educação (Física). O estudo de caráter exploratório buscou as respostas através de revisão bibliográfica, análise documental e entrevistas semi-estruturadas com professoras coordenadoras de salas informatizadas. Apesar das mudanças provocadas pela inclusão das TICs na educação, observou-se que a Educação (Física) ainda não apresenta inserções sistemáticas neste campo.

O CORPO, LUGAR DO CONTATO PROVILEGIADO COM O MUNDO, SOB A LUZ DOS HOLOFOTES O CORPO, LUGAR DO CONTATO PROVILEGIADO COM O MUNDO, SOB A LUZ DOS HOLOFOTES

hot!
Adicionado em: 09/05/2012
Date modified: 09/05/2012
Tamanho: 53.92 kB
Downloads: 1819

CAETANO, Angélica; PIRES, Giovani De Lorenzi. O corpo, lugar de contato privilegiado com o mundo, sob a luz dos holofotes: reflexões sobre corpo na Educação Física a partir da Indústria Cultural e da Sociologia do Corpo. EF Deportes. Buenos Aires, ano 14, n. 135, agosto 2009. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd135/reflexoes-sobre-corpo-na-educacao-fisica.htm

RESUMO


O presente artigo busca refletir, a partir das contribuições teóricas da Indústria Cultural e da Sociologia do Corpo, sobre como a sociedade vem construindo um conceito de corpo marcado pela razão da mercadoria, objetivando atender às necessidades impostas pela Indústria Cultural. A sociedade vem consumindo mercadorias e imagens, que a Indústria Cultural, pelos meios de comunicação, coloca como as melhores, utilizando-se de um discurso supostamente enraizado na liberdade de escolha, e que convoca os sujeitos a gozar dos objetos que se apresentam no mercado como capazes de atender, não à realização (simbólica) dos desejos, mas à satisfação das necessidades produzidas, em que está incluída a imagem do corpo ideal, aceito pela sociedade. Propomos uma reflexão/ação de uma Educação Física que promova a constituição de um sujeito autônomo, crítico e que seja capaz de mediar criticamente a imagem da mídia de um corpo “perfeito” para que não percamos nossa própria subjetividade. A Educação Física escolar tornase fundamental para o aprendizado dessa maneira crítica de olhar e interpretar as influências culturais de nosso meio, sobretudo com relação aos temas corpo e práticas corporais.

DESVENDANDO A JANELA DE VIDRO DESVENDANDO A JANELA DE VIDRO

hot!
Adicionado em: 09/05/2012
Date modified: 09/05/2012
Tamanho: 63.79 kB
Downloads: 1520

MENDES, Diego; PIRES, Giovani De Lorenzi. Desvendando a janela de vidro: relato de uma experiência escolar de mídia-educação e educação física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Campinas, v. 30, n. 3, p. 79-94, maio 2009. 


RESUMO


O presente trabalho relata pesquisa-ação relacionada ao tema da mídia-educação, realizada em uma escola pública de Florianópolis (SC). O trabalho desenvolvido envolveu quatro professores da mesma escola, tendo sido elaborado e dirigido pela professora de educação física. A pesquisa possibilitou a refl exão e tematização do discurso midiático no âmbito das aulas de educação física escolar a partir dos Jogos Pan-Americanos de 2007. O trabalho possibilitou ainda a produção cultural dos alunos, além de ter-se constituído em estratégia indireta de formação contínua dos professores para a temática.